💬 Whatsapp 11-98833-9096
📞 11-2068-6869
🏡 Av Indianópolis, 1906 - Moema
2ª a 6ª: 9h às 18:30h
Sáb: 10h às 15:30h

Você não precisa de forro de gesso para mudar a iluminação e sonorização da sua casa!

Dá para fazer muita coisa fantástica somente com iluminação sobreposta. Com a tecnologia LED se consolidando, fica mais fácil esconder toda a fiação e deixar tudo prático e rápido para instalar. Já mora e não quer fazer sujeira? Chega mais que achamos que você vai gostar! :D

Trilho de iluminação - como funciona?

dl034b1g-800x800.jpg

O que dizer sobre esse jovem clássico, que mal conheço, mas já considero pacas?

trilho-de-spots

O trilho, resumindo de forma bem simplificada, é a mesma iluminação presente no forro de gesso, com a mesma lâmpada em LED (com foco, sem foco, difusa, para quadro, para ambientação, etc) em outra apresentação. Cada "barra" do trilho tem corrente elétrica dentro dele. É só encaixar um spot ali, e a iluminação já começa a funcionar. Não tem ponto de luz onde vai o trilho? Sem problemas: é só utilizar o sistema de encaixe das peças e o tapa furo e levar a iluminação para o cantinho que quisermos. Quer deixar a sala com aspecto mais industrial? Feito. Não quer perder altura com o forro? Feito também. Já tem o closet e quer corrigir aquela iluminação fraquinha? Coisa de estalar de dedos, igual o Thanos.


Painéis de sobrepor

Diferente daquelas luminárias com lâmpadas, grandonas, altas, e com propensão a entrada de insetos, os painéis de led sobrepor podem ser instalados em qualquer altura de imóvel, pois tem apenas 3 cm de altura. Sim, só isso!

Não tem ponto de luz ali? Deixa que puxamos um ponto pela massa corrida. A iluminação com a luminária de lâmpada está se perdendo muito, ficando difusa? O painel resolve. Sítio ou casa de campo, com luminária cheia de insetos? Painel.

Sonorização sem forro de gesso/drywall

Se por acaso, seu apartamento tiver paredes em drywall, dá para estudarmos a possibilidade de embutirmos os alto falantes na parede. É super versátil, não perdemos nada em potência de som e você anda pode escondê-las totalmente com um tecido de parede. Fantástico, né?

caixa-de-som-na-parede

Se não tiver nenhuma parede de drywall, podemos embutir no painel de tv, ou até mesmo, montar uma parede de drywall para embutir essa fiação e os falantes!

studio-monitor-hangfal-feher-jbl-control-one-aw.jpg

Enquanto que em áreas externas, podemos usar essa lindeza aqui. Alto falante JBL All Weather. Pode tomar chuva, friagem, e o que mais aparecer pela frente. Vai sempre funcionar maravilhosamente bem.

Se tiver um jardim, e pudemos enterrar uma caixinha de som, nada de utilizarmos aquelas pecinhas com cara de pedra de mentirinha. O negócio aqui é poder fazer uma rave para chamar de sua! :D

caixa-loud-jardim-prova-agua-lgs-50-uni-n-fiscal-D_NQ_NP_815732-MLB26239188019_102017-F.jpg

Essa peça, da LOUD Audio, que mais parece um baldinho, faz o chão tremer, se você quiser. É só deixar o topo dela sem enterrar e som na caixa!

Qual a altura mínima para meu apartamento receber forro de gesso/rebaixo/sanca?

2,45m, se o apartamento for receber um piso com baixa espessura (laminado, vinílico, porcelanato). Dessa forma, podemos montar o forro/sanca/o que for em torno de 12 a 15 cm, e o piso tomaria apenas mais 2 a 3 cm. Ficamos com um pé direito acabado de cerca de 2,30m.

3 segredos que ninguém te conta sobre obras

Existem alguns segredos de profissões muito bem guardados. E a maioria dos profissionais, cada um em sua área, não sai espalhando por aí esses segredinhos. Mas você vai descobrir quais os 3 segredos mais importantes para executar sua obra sem dor de cabeça:

dordecabeca

1. Papel e execução nem sempre andam juntos

Isso é normal: a pessoa contrata um profissional, seja arquiteto(a) ou decorador(a), e fica super feliz com aquele projeto. Mas na hora da execução... Nunca sai exatamente como planejado.

14369078-Modern-design-project-of-new-building-Stock-Photo-plan-architecture-architect(1).jpg

E isso é perfeitamente normal! Ainda sim, é MUITO melhor do que ter uma obra sem projeto. Imprevistos sempre acontecem, e é parte da obra transpô-los.

2. Seu prazo costuma não ser o prazo de obra

prazo

Esse é um clássico: você já vendeu o apartamento antigo, está para receber o apartamento da construtora, aquele prazo programadinho. Tudo certo, exceto, claro, que o pedreiro acaba pegando uma obra antes da sua, que o armário pode acabar atrasando, ou alguma tubulação que pode ter sido danificada. Quer evitar esse tipo de stress? Adicione 20% de tempo a mais de prazo naquele seu cronograma. Você não vai passar nervoso, as pessoas poderão trabalhar no seu imóvel de forma mais tranquila, e mesmo que te custe um pouco mais, como precisar ir para um apartamento alugado por um mês, tenha certeza que você estará evitando uma dor de cabeça futura, como um reparo provisório que vai estourar justamente quando você estiver morando.

3. Propostas variam. E muito!

proposta

Fez um orçamento de um determinado serviço com duas ou três empresas. Uma mais cara, outra no meio, e outra, muito mais barata. A não ser que a empresa mais barata tenha uma logística invejável e uma distribuição fora do comum, é bem provável, que você esteja abrindo mão de algo. Mas como saber, se as propostas variam? Um segredo: não presuma. Não é porque fornecedor X falou que pode ser feito dessa forma, que o fornecedor Y vai fazer dessa mesma maneira. E vale sempre comentar: quem define padrão é ABNT e Inmetro. O resto, é apócrifo.