💬 Whatsapp 11-98833-9096
📞 11-2068-6869
🏡 Av Indianópolis, 1906 - Moema
2ª a 6ª: 9h às 18:30h
Sáb: 10h às 15:30h

E o rasgo de luz? E sanca aberta? Qual a diferença?

De tempos em tempos, temos aí tendências que vem e vão na decoração. Um daqueles, em projetos de gesso e iluminação e que está persistindo é o tal do rasgo de luz. Esse nome, um tanto curioso, vem do fato que conceitualmente o rasgo de luz é um recorte no forro, "rasgando" a linearidade do teto de gesso em prol da iluminação.

É um produto que com toda a certeza fica muito bonito, mas é necessário algumas prevenções para trabalhar com o produto.

O rasgo de luz é um recorte no forro para vazar a iluminação, e não vermos necessariamente a laje, que normalmente tem um desnível de até 3 cm. O problema é que ele tecnicamente falando é muito parecido com uma sanca aberta, que é aquela gola no teto da sala com abertura da iluminação, utilizando a laje do imóvel como refletor. Nossa recomendação é priorizar forro de gesso, e se necessário rasgo de luz(evitando decorações marcadas, como exatamante um rasgo de luz no tamanho da mesa de jantar, "condenando" aquela sala a ter sempre aquele formato de mesa).

Isso é um rasgo de luz!

E essa é uma sanca aberta!