Iluminação em ambientes pequenos

Um grande engano que as pessoas cometem é acreditar que em ambientes pequenos uma única lâmpada no centro é o suficiente. Claro que uma lâmpada realmente ilumina, no entanto, o ambiente perde o charme, a elegância e o requinte. Sem cometer exageros, é possível considerar vários pontos de luz e transformar o ambiente.

Quando há algo para focar, como uma bancada, por exemplo, podemos utilizar lâmpadas de 10 graus, de facho bem fechado e no corredor pode-se utilizar a mesma lâmpada, mas de 60 graus que dará um ângulo de iluminação mais aberto fazendo com que a luz se espalhe. Outro detalhe a considerar, é um abajur ao lado do sofá para dar um ar romântico.

Caso seja uma área de ambientes integrados, a recomendação é utilizar a mesma linguagem visual entre as luminárias, podendo ser idênticas nos produtos técnicos, como spots e embutidos (lâmpadas dicroicas ou led), e variado em abajur e pendente, podendo até variar as cores, apesar de que os pendentes é um item para tomar cuidado pois muitas vezes é melhor utilizar uma luz focada do que pendente para não sobrecarregar a decoração e atrapalhar o campo de visão.

Em locais de passagem evite as lâmpadas fluorescentes que, apesar de serem econômicas, têm a vida útil reduzida com o acender e apagar frequente. Elas não aguentam o liga-desliga das crianças, pois o reator da peça se desgasta muito mais rápido. Nesses casos, prefira o led ou dicróica.

corredor com spots

Corredor com spots e iluminação com no mural de fotos. Corredor com spots e iluminação com mural de fotos.

Já a cozinha pede luz difusa suave e sem foco direto, podendo acrescentar pontos de lâmpadas de grau fechado nas áreas de trabalho.

Forro de gesso na cozinha com luminária Sky, 100% acrílico para dar esse acabamento perfeito!

Leia mais…

">